Fevereiro Laranja


quarta-feira, 31 de janeiro de 2024

Entenda o que é Leucemia

O Fevereiro Laranja nasceu da necessidade de conscientizar as pessoas sobre a leucemia e a importância da doação de medula óssea.

A leucemia é um câncer que tem início nas células-tronco da medula óssea, onde as células sanguíneas doentes (câncer) se formam e atrapalham a produção das células sanguíneas saudáveis da medula óssea, diminuindo seu número normal e atrapalhando o organismo no combate de infecções.

O tratamento comum é o controle de infecções e hemorragias, juntamente com a quimioterapia, para retomar a produção de células sadias enquanto anula as células cancerígenas. Nos casos de leucemia mieloide aguda (LMA) e leucemia linfoide aguda (LLA) a transfusão de sangue pode ser necessária para auxiliar no tratamento.

O transplante de medula óssea traz resultados muito positivos na manutenção da produção de células sanguíneas. Entretanto, a compatibilidade para receber um transplante não é identificada entre familiares e o paciente conta com a ajuda de um banco de medula óssea.

Tipos de transplante:

- Autólogo: é aquele em que o próprio indivíduo é doador das células-tronco que são coletadas antes que ele seja submetido a sessões de quimioterapia, com a finalidade de destruir a medula doente e eliminar o câncer. Após essa fase, é feita a infusão das células-tronco que foram retiradas do paciente.

- Alogênico: é quando as células-tronco são de um doador. Nesse caso, é sempre investigada a compatibilidade entre membros da família. Se não houver familiar compatível, é preciso buscar um doador nos bancos de medula óssea.

Diagnóstico:

A leucemia ocupa a 10ª posição entre os tipos de câncer mais comuns, isso em considerar os tumores de pele não melanoma, e o número estimado de novos casos por ano no País é de 4 novos casos por 100 mil habitantes. Por isso, estar atento aos sintomas e buscar o diagnóstico precoce é o melhor caminho.

Entre os sinais de alerta estão a fraqueza e o cansaço, manchas roxas e vermelhas na pele, suor noturno, dores nos ossos e articulações e febre. A leucemia pode ser diagnosticada por meio do hemograma e confirmada com exames específicos.

Fontes: Ministério da Saúde e INCA