Quanto tempo após uma cirurgia eu posso doar sangue?


terça-feira, 5 de dezembro de 2023

Para cada procedimento há um tempo específico de inaptidão

A triagem é um procedimento padrão nos hemocentros e bancos de sangue.

Antes do doador ser direcionado para a coleta, perguntas são feitas para identificar se o estilo de vida e outros fatores relacionados a sua saúde podem ser caracterizados como impeditivo para doar.

Entretanto, um desses critérios é a realização de cirurgias e você pode consultar abaixo o prazo mínimo que é necessário aguardar após determinados procedimentos:

1 DIA
Procedimentos sem anestesia e sangramento (exemplos: pequenas cáries e ajuste de aparelhos)

3 DIAS
Remoção de tártaro e outros procedimentos com anestesia local

1 SEMANA
Tratamento de canal, drenagem de abscesso, gengivites, extração dentária e cirurgias com anestesia local (7 dias após o procedimento ou após o término do anti-inflamatório e/ou do antibiótico)

1 MÊS
Nefrolitotomia extracorpórea

3 MESES
Apendicectomia
Hemorroidectomia
Amigdalectomia
Hernioplastia (se por vídeo, 6 meses)
Ressecção de varizes (se esclerose, apenas 3 dias)
Cirurgia plástica estética ou reparadora não extensa (se houve intubação orotraqueal, aguardar 6 meses)

6 MESES
Colecistectomia
Vagotomia super-seletiva
Histerectomia
Laminectomia
Artrodese de coluna
Tireoidectomia
Cirurgia plástica (sob anestesia com bloqueio peridural, raquimedular ou geral)
Procedimentos endoscópicos (inclusive cirurgias laparoscópicas)
Ortopédicas em geral (após a consolidação)
Cirurgia bariátrica
Cirurgias odontológicas com anestesia geral
Nódulo de mama (após negativo para malignidade)

12 MESES
Colectomia
Esplenectomia pós-trauma
Nefrectomia
Cirurgia de politrauma (sem sequelas: 12 meses - se houver sequelas: a critério médico)

APÓS ALTA MÉDICA
Cirurgias de miopia ou catarata

CASOS ESPECIAIS

Cirurgia cardíaca
Para quem passou por esse tipo cirurgia a inaptidão é definitiva, exceto para casos de correções de Comunicação interatrial (CIA), Comunicação interventricular (CIV) e Ablação para correção de arritmia (com alta médica / sem sequelas)

Esplenectomia
Neste caso a inaptidão é definitiva, exceto se for pós-trauma

INAPTIDÃO DEFINITIVA
Gastrectomia total
Pneumectomia ou lobectomia
Ressecção de aneurisma

Se não encontrou na lista a cirurgia que você fez ou houver dúvidas, entre em contato com o hemocentro ou banco de sangue onde pretende doar.